Resenha | Pensei Que Fosse Verdade – Valentina

E aí, pessoal? Pensei Que Fosse Verdade foi um dos poucos livros que me permitiu ir além da capa, isto é, interessei-me pelo efeito visual também mas, precisava de algo a mais para me satisfazer, logo parti para a sinopse e alguns pontos me interessaram bastante.

Resultado de imagem para pensei que fosse verdadeA Ilha de Seashell, ambiente principal do livro, é um paraíso tropical esplendoroso. Entretanto, algumas questões que vão além do visual, impede Gwen Castle de desejar permanecer no local, como a sua reputação escolar, por exemplo. Agora, ela só pensa em uma coisa: dedicar-se o máximo possível para ir cursar uma faculdade longe dali.

Enquanto nenhum dos seus sonhos é realizado, a garota divide seu tempo entre o seu emprego na ilha e a supervisão do seu irmão, com deficiência intelectual, tudo isso para evitar contato com os alunos de sua escola e comparações entre ela e sua mãe, esta, faxineira da ilha.

“A vida é mais do que aquilo de que você tem medo…”

Quando tudo parece tranquilo, um romance mal sucedido – e responsável pelos lamentos de Gwen – do passado – surge como um fantasma para atormentá-la. Cass, o garoto, volta para ilha e é matriculado na mesma escola que Gwen. Então, os conflitos começam a surgir.

Ação realizada pela Editora Valentina para leitura do livro.

Uma das características marcantes – e A MELHOR – é o drama existente no livro, tanto o familiar quanto o ‘romantizado’. Huntley Fitzpatrick consegue capturar emoções de nossas situações cotidianas para a realidade de Gwen. Como não bastasse arrancar tantas emoções de um livro só, a autora ainda consegue trabalhar os medos e o amadurecimento dos personagens, o que é maravilhoso.

Outro ponto positivo dessa leitura foi a diversidade de personagens secundários, não como enfeites, mas que estavam ali para alguma função, algum ensinamento. Mas, como nem tudo são flores, a narrativa demora um tanto de páginas para desencalhar, o que prejudica, inicialmente, a leitura.

Enfim, esta é mais uma recomendação, principalmente para os jovens, de uma obra cheia de dramas e romance.

Até logo, até breve.

Título: Pensei Que Fosse Verdade | Autor: Huntley Fitzpatrick | Editora: Valentina | Páginas: 336 |  Ano: 2016 | Gênero: Literatura Brasileira | Avaliação: ♥ ♥ ♥ ♥ | Adicione: Skoob | Compre: Amazon (realizando a compra por este link, você contribui para o crescimento e desenvolvimento do blog ♥).

*Livro cedido pela Editora Valentina para resenha no blog*

Ycaro Santana

Baiano, 15 anos, estudante. Quando não me encontrar lendo, verás uma extensão infinita de outras possibilidades envolvendo a literatura, seja escrevendo, acompanhando adaptações ou buscando novas opções para viver. Permaneço em meu mundo particular e, algumas vezes ando por este planeta chamado Terra.

Um comentário sobre “Resenha | Pensei Que Fosse Verdade – Valentina

  1. Jéssica Medeiros disse:

    Ycaro, acho que não entendi a parte do “tudo isso para evitar contato com os alunos de sua escola e comparações entre ela e sua mãe, esta, faxineira da ilha.” Deu a impressão de que ela tem vergonha da mãe, seria mesmo isso?? Espera, não fala!!! Eu vou ler kkkkkk

Deixe uma resposta