ESPECIAL | O EXORCISTA + EXORCISMO

Oi pessoal, tudo bem? Bom, nosso especial de Halloween chegou ao fim – para a alegria de alguns – e, nada melhor do que fechar com chave de ouro, não é mesmo? Vamos fechar com um combo do filme ‘O Exorcista’ (1973) e sobre o livro ‘Exorcismo’ (2016) do jornalista Thomas B. Allen. Mas antes de tudo, que tal uma trilha sonora?

Antes de qualquer coisa, POR FAVOR, coloquem a trilha para tocar durante o post hehe

Em Georgetown, Washington, uma atriz vai gradativamente tomando consciência que a sua filha de doze anos está tendo um comportamento completamente assustador. Deste modo, ela pede ajuda a um padre, que também é um psiquiatra, e este chega a conclusão de que a garota está possuída pelo demônio. Ele solicita então a ajuda de um segundo sacerdote, especialista em exorcismo, para tentar livrar a menina desta terrível possessão.

'O Exorcista' (1973) - Fonte: Tumblr.

‘O Exorcista’ (1973) – Fonte: Tumblr.

Bom, ‘O Exorcista’ foi um grande marco do terror, como todos nós sabemos. Linda Blair arrasou como Regan. Milhares de pessoas passaram mal durante as sessões, é um filme que ainda bota medo em muita gente. Mas, você já parou pra pensar sobre a história real desse clássico? Você não sabia que era baseado em uma história real? Pois bem, meus queridos, foi tudo real. Mas antes de partimos para essa história, deixe-me lhes apresentar o livro que inspirou o filme.

'O Exorcista' (1973) - Fonte: Tumblr

‘O Exorcista’ (1973) – Fonte: Tumblr

‘O Exorcista’ foi escrito por William Peter Blatty e lançado em maio de 1971, apenas um ano antes da estreia do longa e 22 anos após o caso real. Blatty ficou instigado com o caso após ler um relato sobre o tal em um jornal e foi atrás de todos os envolvidos para poder escrever algo sobre a obra. Blatty obviamente não obteve muita ajuda, principalmente da Igreja, mas isso não o impediu. Após o lançamento do seu livro, ele foi aclamado pelas críticas. Lançou algumas obras depois, mas nada que se compare com esta literatura um tanto que… maldita. 

'O Exorcista' (1973) - Fonte: Tumblr

‘O Exorcista’ (1973) – Fonte: Tumblr

‘Mas, e o caso real?’, você deve estar se perguntando. Bom, o caso real não envolve masturbações com crucifixos, cabeças girando em 360º e nada dos clichês que temos no longa. Na verdade, o caso real envolve um garoto de 13 anos, filho único que brincou com um tabuleiro Ouija pois, sentia falta de sua tia Harriet. Após isso, a vida do garoto se tornou um inferno. Seu corpo recebia graves arranhões com mensagens diretamente do inferno, ele dizia obscenidades, possuía uma força descomunal. Para acabar com esse pandemônio, os padres jesuítas William S. Bowdern e Walter Halloran foram convocados, quando tantos outros falharam. O livro foi relançado aqui no Brasil pela Darkside Books© e quando eu li, me deixou realmente sem sono.

Edição lançada pela DarkSide®, este ano | Fonte: http://www.darksidebooks.com.br/

Edição lançada pela DarkSide®, este ano | Fonte: http://www.darksidebooks.com.br/

Os relatos são tão reais que entram na sua mente, de forma perturbadora. O jornalista Thomas B. Allen fez um excelente trabalho aqui e poderia até – na minha opinião – ser considerado um dos reis do horror, pois não há nada mais horripilante do que a verdade.

'O Exorcista' (1973) - Fonte: Tumblr

‘O Exorcista’ (1973) – Fonte: Tumblr

Caso me perguntem, sim, eu acredito que isso tenha acontecido de verdade. Acredito que existam forças espirituais vagando entre nós – apesar de não ser espirita – e isso é o que realmente me assusta. Lendo o livro ‘Ed & Lorrain Warren – Demonologistas’ (também pela Darkside) essa minha crença fica mais forte. Há quem acredite que existam Aliens, eu acredito que há mais coisas entre o céu e a terra do que supõe nossa vã filosofia.

Edição lançada pela DarkSide®, este ano | Fonte: http://www.darksidebooks.com.br/

Edição lançada pela DarkSide®, este ano | Fonte: http://www.darksidebooks.com.br/

'O Exorcista' (1973) - Fonte: Tumblr

‘O Exorcista’ (1973) – Fonte: Tumblr

Outra coisa assombrosa com isso tudo, foi o sucesso que isso tornou. O longa baseado no livro de Blatty teve um sucesso absurdo, ganhou três continuações, inspirou diversas franquias, ganhou o Oscar de Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Som e foi o primeiro – e único – filme de terror à ser indicado ao Oscar de Melhor Filme. Oito pessoas morreram durante as filmagens, isso sem contar episódios estranhos que ocorreram durante o mesmo. Em 2016, ganhou um série, estrelada pelo ex-RBD Afonso Herrera, e que já foi confirmada como uma sequência do original de 1973. 

'O Exorcista' (2016 - atualmente) - Fonte: Tumblr

‘O Exorcista’ (2016 – atualmente) – Fonte: Tumblr

O que podemos concluir com tudo isso? Na minha humilde opinião, é que devemos nos proteger contra os mal-agouros. Mas também que saber sobre isso é uma forma de prevenção. Não, não estou dizendo que você deve pesquisar tudo sobre possessão, estudar Teologia e se tornar um Demonologista, também não estou dizendo que você deva viver apavorado esperando um espirito inumano te atacar. Mas pense que, descobrindo mais sobre a história, ou apenas assistindo o filme original, seu medo dos filmes mais novos vai diminuir, afinal, tudo não passa de referências muito claras. 

'O Exorcista' (1973) - Fonte: Tumblr

‘O Exorcista’ (1973) – Fonte: Tumblr

Espero que tenham gostado do post. E lembre-se, mantenham-se longe de tabuleiros Ouija 😉

Imagem representativa de um tabuleiro Ouija - Fonte: Tumblr

Imagem representativa de um tabuleiro Ouija – Fonte: Tumblr

Fernanda França

Fernanda, 19 anos, libriana, praiana e futura jornalista. Apaixonada por escrita, cinema, leitura, playlists, um sorriso aí e fã de Taylor Swift.

2 comentários sobre “ESPECIAL | O EXORCISTA + EXORCISMO

  1. Jéssica Medeiros disse:

    Eita que ela postou lacrando o mês do Halloween rsrrssrs Não sabia que a história era verdadeira!! Carrego algumas histórias de coisas que aconteceram sem nenhum tipo de explicação: espelho quebrando sem ninguém pegar nele, som de pegadas, luz apagando e ascendendo, alguém na porta do quarto (que não era ninguem da casa)…. Enfim, por essas e outras eu também acredito que hajam coisas que não podemos explicar, ver ou entender porque não são do “nosso mundo”. É por isso também que prefiro não assistir filmes de terror, porque as vezes parece que acordo dentro de um kkkkkk

    P.S.: eu li o post com a trilha ‘o’

Deixe uma resposta