Resenha | Sem olhar para trás

Olá lindos, tudo bem com vocês?

Hoje vou resenhar um livro de um das minhas autoras nacionais favoritas, não sei se cheguei a comentar, mas tenho um pequeno bloqueio com nacionais… Não por falta de dar oportunidade, mas com exceção de autoras como Carina Rissi, Bianca Briones, FML Pepper e a Lycia, é muito difícil achar um livro que me deixe com aquele ar maravilhado, sabem?

Enfim, vamos a resenha de hoje, que se trata de um tema abordado muito atualmente, que é: Violência Doméstica.

14248966_1387218111328890_842626961_nAgatha tem 28 anos e, até então, vive aos pedaços.
Nativa de Juiz de fora, em Minas Gerais, logo cedo – aos 19 anos – abandonou a casa de seus pais para ir viver uma aventura de amor: ela conhece Bruno, um carioca lindo e irresistível e, não pensa duas vezes quando recebe a oferta de ir viver com ele no Rio. Muito apaixonada, porém cega. Em consequência, seus pais, muito religiosos, nunca mais lhe dirigiram a palavra direito, foi taxada de ingrata até o fim da vida de ambos.
Porém, um tempo após sua nova vida começar no Rio, ela descobre que nem tudo são flores, e o que é aparentemente lindo, pode calhar a ser pútrido internamente: Bruno Albuquerque se mostra não somente ciumento, mas obsessivo e violento, controlando cada passo de Agatha, batendo nela quando um simples olhar não direcionado a ele ocorre, forçando-a a ser socialmente uma esposa troféu, pois os Albuquerque são uma família de grande renome no Rio devido ao seu grande patrimônio mas, entre quatro paredes ela se torna o saco de pancadas dele.

Continuar lendo