ESPECIAL | DUFF: Filme X Livro

Olá gente linda, tudo bem com vocês? Espero que sim, porque eu tô ótima ♥

Vejam bem, há alguns meses, descobri que a Globo Alt iria lançar Duff – da autora Kody Keplinger -. Poucos dias depois, descobri que havia uma adaptação do livro – tem na Netflix gente – que leva o mesmo nome.

00Duff

Primeiro, vou tentar dar uma síntese da história compatível com ambos veículos:

Bianca Piper é uma Duff.

Não que sua aparência seja comparável à um espantalho mas, tendo em vista a de suas amigas Casey e Jessica – loira/morena, corpo escultural, populares, desejadas e animadas – Bianca é sim uma Duff, pois todos a utilizam como meio para alcançar uma chance com Casey e Jess.

Mas ela não sabia disso até que Wesley Rush – o pegador da escola, que mais transa do que respira – vem até ela e simplesmente a diz que ela é uma DUFF.

13820706_1339076539476381_894492190_n

A princípio, Bianca não dá importância, afinal ele é só Wesley Rush o cara que pensa com a cabeça de baixo. Seria uma pena se ela não conseguisse controlar seus instintos e fosse pesquisar sobre o assunto, o significado e fases…

Bom, vou parar por aqui. Como esse post é diferente, irei comparar as fases de desenvolvimento de ambos os veículos.

13820571_1339075449476490_1353439603_n

INÍCIO

Livro: A história é apresentada de forma resumida porém com objetivo, onde Wesley fala para Bianca que a mesma é uma DUFF em plena festa. A reação de garotas normais? Correr, chorar, bater na pessoa, negar… Mas Bianca Piper definitivamente não é normal.

Então para calar a boca do idiota, presunçoso, convencido e babaca Wesley Rush, ela faz algo que NUNCA sequer SONHOU fazer na vida: Ela o beija. E depois, bate nele. Grita. Corre.

Filme: Bianca descobre através de Wesley que é uma DUFF, primordialmente coloca a culpa em Casey e Jessica, cortando relação com ambas. Depois, segue para diferentes fases da DUFFinização, onde vai atrás de Wesley para que o mesmo a ajude a não ser uma DUFF, em troca de notas.

DESENVOLVIMENTO

Livro: A história se desenvolve em torno do relacionamento secreto de Bianca e Wesley, onde ambos se encontram apenas para satisfazer suas necessidades: a dele, física; a dela, fuga. Mesmo se detestando, começam a conhecer mais de si mesmos ao se aproximarem.

Filme: Gira em torno de tirar a Bianca da sua vida de DUFF e torná-la visível para Toby Tucker.

FINAL

Livro: Completamente fofo, cativante e engraçado. Singelo de forma característica. Fiel a ambos os personagens, ou seja, não é feito nenhum desvio radical e inesperado apenas para deixar um final feliz.

Filme: Igualmente fiel ao desenvolvimento e foco do filme, um tanto clichê, porém rende risadas e te faz ver uma DUFF sob novas perspectivas.

Agora, vou apresentar os personagens envolvidos nas duas formas: sob a perspectiva do livro e filme. Vamos lá?

♦ Bianca Piper  

Fonte: Google Imagens

Mae Whitman, 28. Fonte: Google Imagens

Livro: Uma personagem meio louquinha, com suas crises existenciais. Sensível. Completamente caidinha por Toby Tucker. Mora sozinha com o pai, já que sua mãe entrou em turnê eterna. Possui uma grande decepção antiga que a impede de seguir em frente com relacionamentos. Ignora seus problemas e encontra uma rota de fuga, chamada Wesley Rush.

Filme: Uma garota LOUCA, VARRIDA, porém, totalmente divertida. Não tem nada de tímida. Quer desesperadamente deixar de ser uma DUFF. Mora com a mãe, que vive dando conselhos do tipo “motivacional”. É vizinha de Wesley Rush e o utiliza para dar dicas de como NÃO SER UMA DUFF. Interpretada por Mae Whitman.

Fonte: Google Imagens

Fonte: Google Imagens

Fonte: Google Imagens

Fonte: Google Imagens

♦ Wesley Rush ♦

Fonte: Google Imagens

Robbie Amell, 28. Fonte: Google Imagens

Livro: Aquele badboy do colégio que só quer saber de aumentar a lista de garotas com quem já transou. Irmão-coruja. Tem um relacionamento conturbado com a família, se é que se pode chamar de relacionamento, afinal, não são presentes. Por trás da máscara de pegador, existe um cara que vale a pena conhecer. MUITO A PENA.

Filme: O mesmo badboy citado acima, com acréscimo de que é atleta e acabou de terminar com a garota mais popular do colégio, Madison. Coberto de futilidade. Vive em negação sobre o que sente. Interpretado por Robbie Amell.

Fonte: Google Imagens

Fonte: Google Imagens

Fonte: Google Imagens

Fonte: Google Imagens

♦ Jessica ♦

Skyler Samuels. Fonte: Google Imagens

Skyler Samuels, 22. Fonte: Google Imagens

Livro: A melhor amiga de Bianca, completamente madura, autêntica e presente. Hospitaleira. Ajuda e tenta entender a amiga mesmo em seus momentos de crise e negação.

⇒  Filme: A loira. (????). Interpretada por Skyler Samuels.

.

.

.

♦ Casey ♦

Fonte: Google Imagens

Bianca Santos, 26. Fonte: Google Imagens

Livro: O terceiro elemento do grupo, porém não menos importante. Era uma DUFF no início do colégio, até ser “salva” por Bianca e Jess. Sempre sorridente e animada.

Filme: A morena (???). Ah, gosta de informática. Interpretada por Bianca Santos.

.

.

.

♦ Madison ♦

Bella Thorne, 18. Fonte: Google Imagens.

Bella Thorne, 18. Fonte: Google Imagens.

Livro: INEXISTENTE. Isso mesmo, não há nem citação, quanto menos aparição dela.

Filme: Megera, bruxa, nojenta. Faz de tudo para excluir, segregar. Se preocupa até o último com a reputação. Faz as pessoas de cachorrinho, gato e sapato. Se sente a Beyoncé de cabelo vermelho, argh. Interpretada por Bella Thorne.

♦ Pai ♦

⇒  Livro: Apesar de estar em crise constante devido à ida de sua esposa, faz o possível para ser um bom pai, se fazendo presente quando necessário.

⇒ Filme: É apenas citado, dito que abandonou o lar, e nada mais.

♦ Mãe ♦

Allison Janney, 56. Fonte: Google Imagens.

Allison Janney, 56. Fonte: Google Imagens.

Livro: Poucas aparições, uma viajante. Mas quando aparece dá conselhos úteis.

Filme: Não cumpre o papel materno bem, pois confunde qualquer coisa como tópico válido para ser inserido em um livro ou em uma palestra motivacional. Interpretada por Allison Janney.

.

♦ Toby Tucker ♦

Nick Eversman, 30. Fonte: Google Imagens

Nick Eversman, 30. Fonte: Google Imagens.

Livro: Nerd. MUITO nerd. De humanas. Adora discutir política, segregação, capitalismo. Se torna muito amigo de Bianca, e posso garantir que ele é sim uma BOA pessoa.

Filme: Um largado, esnobe, feioso. Se faz de músico mas mente e utiliza as pessoas visando o bem próprio.

.

.

Por fim, podemos concluir que: os dois são muito bons. Agora, qual o adequado para determinada perspectiva, vai depender da sua necessidade.

Se você quiser uma pitada de humor, mas com uma história densa, fofa e real, LEIA.

Se você quiser rir loucamente com uma personagem doida, atrevida e espontânea, ASSISTA.

13820590_1339075779476457_142480969_n

De qualquer forma, Bianca e Wesley são um casal com altos e baixos (mais baixos, claro) que tende a ser visto pelo público como gato-e-rato, ou bem-me-quer-mal-me-quer.

Fonte: Google Imagens

Fonte: Google Imagens

Sem mais delongas, esse foi o post de hoje, espero – de coração – que vocês tenham gostado. Se concordam ou discordam, deixem a opinião nos comentários, e até a próxima! ♥

Fonte: Globo Alt

Fonte: Globo Alt

LIVRO: Título: Duff | Autora: Kody Keplinger | Editora: Globo Alt | Páginas: 328 | Ano: 2016.

FILME: Título: D.U.F.F. | Data de lançamento: 30 de julho de 2015 | Duração: 1h37m | Direção: Ari Sandel | Gênero: Comédia | Nacionalidade: EUA | Distribuidor: Diamond Films.

Kennia Santos

SP, 20. Completamente fissurada em leitura, futebol e Star Wars.

16 comentários sobre “ESPECIAL | DUFF: Filme X Livro

  1. Camila Rosa disse:

    Oiee,
    Minha mãe já viu o filme hahaha fiquei sabendo da existência dele por ela, mas confesso que não me interessei em assistir, mas quem sabe dê uma chance, mas pela comparação percebi que o livro é bem melhor, e gente para que mudar com quem ela mora e colocar uma personagem que não existem hein, mas tudo bem kkkkk irei ler o livro.
    Beijos *-*

  2. Joicy B. disse:

    Eu estava justamente procurando algo para “rir loucamente”, e foi quando me deparei com “The DUFF”, o filme. Eu o assisti, dei muitas risadas, mas também não pude deixar de notar a mensagem que o filme passa, é uma comédia, contudo também tem suas mensagens importantes =).
    Depois de mais ou menos dois meses que havia assistido o filme, descobri que tinha o livro, e depois da descoberta demorou uns três dias para eu pesquisar mais sobre o livro, todavia, logo no “inicio” a coisa já desandou para mim, eu achei os personagens, em específico a Bianca, bem mais manipuladores, no filme não é assim. Eu sei que tem toda uma pegada mais séria no livro, e que mesmo os enredos são diferentes, mas a essência da Bianca no livro não me agradou. Chegou um momento em que eu não conseguia ir adiante com a leitura, então eu ainda nem acabei de ler (não pelo livro ser ruim, mas o enredo não me conquistou, e muitas vezes passei raiva com os personagens, com suas escolhas). Provavelmente lerei novamente, dessa vez até o final, mas não por agora.
    É isso, por enquanto eu prefiro o filme ao livro, embora eu tenha um problema com a veiculação que eu vejo primeiro, normalmente eu leio antes de assistir, então quase sempre acabo preferindo ao livro, mas dessa vez eu assisti primeiro, criei determinadas expectativas, e a história do livro não se desenvolveu como que eu queria, talvez um pouco seja isso.
    PS.: O que te parece mais sensato de se fazer ao ser chamada de DUFF: a) beijar o cara que te chamou; b) tacar um copo de refrigerante nele? Ding Ding, até as reações da Bianca do livro são meio “estranhas”.
    PS’.: Na cena em que a Bianca vai de pijama e crocs para a escola eu ri demais, até porque eu já senti vontade de ir de pijama (e era até bem parecido com o da Bianca) para o meu colégio.

    • Sawyer disse:
      Sawyer

      Entendo o seu ponto.
      Eu também assisti o filme primeiro, mas antes de ler, já acompanhava através da redes sociais da Globo Alt que o livro seria diferente.
      Mas vai muito da sua expectativa. No filme a Bianca é uma doida, mas também tem os quesitos de “deixar de falar com as amigas” e aquelas danças escandalosas com o manequim.. eu, como uma DUFF, confesso que aquilo não vira não.
      No livro, além da escrita maravilhosa, percebi que tem todo um quesito mais profundo. Não é apenas sobre popularidade, aborda família, formas de expressão… cada um lida do seu jeito. As duas Biancas são ótimas, mas se eu fosse escolher uma, escolheria a do livro, devido à sua parte mais humana explorada e não ignorada, e você sente a química dos personagens surgindo a cada capítulo… simplesmente amei <3

  3. Jéssica Medeiros disse:

    Eu amei o filme, ri muito quando assisti… Também é uma ótima escolha de filme pra juntar as amigas com um balde de pipoca e uma penela de brigadeiro!! Mas o livro?? Talvez eu leia, não sei, preciso pensar rsrsrs

    • Sawyer disse:
      Sawyer

      Sim, por favor, leia! Vale a pena, apesar de tudo você vai rir, só não tanto igual o filme, pois como dito no post, eles têm diferentes finalidades.

  4. suzana cariri disse:

    Oi!
    Assistir ao filme sem saber que tinha um livro e gostei muito da historia, vi as pessoas falarem que era bem diferente o livro do filme e lendo o post da para ver que é bem diferente mesmo, mas acho que os dois agradam e não decepciona, quero muito ler o livro !!

Deixe uma resposta