Resenha | O amor nos tempos do ouro

Hola chicos! <3

Estão bem? Espero que sim. Hoje é dia de resenhar um romance nacional que me surpreendeu MUITO. (Sério, não achei que fosse gostar tanto). Vamos lá?

14011987_1363276040389764_326170552_nCécile Lavigne teve tudo arrancado de si.

Ela é uma franco-portuguesa prestes a completar vinte anos, e está a caminho do Brasil, sendo trazida por seu único parente vivo, tio Euzébio. Se é que se pode chamá-lo de família.

Afinal, esse ser prometeu a sobrinha ao mais poderoso monopolista de Minas Gerais – Euclides de Andrade – em um acordo que a princípio parece ser só para o bem da sobrinha, mas que ao destrinchar os fatos, descobre-se que não é bem assim. Na verdade, não é NADA assim. E que tem idade pra ser AVÔ (!!!!!!!!!!) de Cécile.

“A ganância costuma ser o calvário da maioria dos homens. Caso não estejas a te preparar, sugiro que sejas precavido.”

Após a longa viagem da França ao Brasil, Cécile mal tem tempo para descansar para o próximo trajeto: do Rio de Janeiro até Minas Gerais, para o triste destino de encontrar seu futuro marido.

Fernão, o explorador contratado por Euclides para guiá-la nesse trajeto, se mostra uma figura e tanto desde a primeira aparição.

E, claro, Cécile não o suporta já de cara: com o seu jeito grosso e bruto, Fernão torna-se um mistério, esconde segredos e marcas de um passado um tanto sofrido e aventureiro.

Fonte: Globo Alt

Fonte: Globo Alt

14054879_1363276037056431_908563408_nO que Cécile não esperava era que o ser que ela julgava bruto poderia calhar a vir sua única saída para fugir de um futuro condenado à tristeza e melancolia.

Ao chegar em Vila Rica, ela encontra algo pior do que imaginou: Euclides de Andrade, que se diz um “homem de Deus”, é totalmente dissimulado, autoritário, e não mede forças para punir quem for contra suas regras.

Cécile, apesar de tudo, não se permite abater: interage com escravos – em especial Akin, Hasan e Malikah, por quem ela se afeiçoou mais devido às circunstâncias -, desafia as ordens do marido, e mostra a sua verdadeira personalidade, ao invés de concordar com tudo e se submeter a coisas que ela abomina.

” – Por favor, não o definas pela cor.  – Ela estava tão cansada de tudo aquilo. – Não permitas que os seres humanos sejam rotulados pelo tom de pele, ou pela origem, ou qualquer bobagem dessas.”

Fernão, totalmente aturdido com a francesa que ele jurava ser uma dama metida e fútil, começa a se sentir cada vez mais impressionado e atraído por Cécile e sua imposição, bravura e coragem.

13989705_1363276013723100_1764802771_n

“– Perdoa-me  – pediu, com a testa colada à dela, enquanto lutava para controlar os batimentos cardíacos. – Não compreendo o que me acontece quando estou diante de ti.”

“Entre tantos convidados, seus olhares se encontraram de imediato e nenhum dos dois fez menção de romper a ligação. Avaliaram-se mutuamente, como se estivessem se vendo pela primeira vez e, ao mesmo tempo, se conhecessem desde sempre.”

Com a atração cada vez maior, cheia de significados e olhares furtivos, Cécile e Fernão se deparam com uma encruzilhada de sensações e sentimentos novos, em um território desconhecido e, aparentemente impossível.

“– Tu és a mulher mais bela deste salão – declarou, sem conseguir se conter. Mas achou que a frase não soara como deveria. Logo, corrigiu-se: – Minto. És incomparavelmente linda, dona de uma beleza acima de todas as outras que já vi.”

Chegando próxima a data do casamento, ela entra em desespero, e bola um plano que pode ser a única chance de escapar de ter uma eterna vida infeliz. Resta a ela descobrir se, a ajuda de que precisa virá e, se sim, prepare-se para o caos.

Fonte: Globo Alt

Fonte: Globo Alt

Um livro com personagens cativantes: Cécile, uma mulher de fibra, opinião e personalidade absolutamente imbatíveis. Fernão, o explorador bruto que, com o decorrer da história se torna um ouro sendo descoberto. E Hasan, Akin e Malikah, escravos que vêem em Cécile e Fernão, uma luz para a probabilidade de um futuro diferente e melhor para todos.

O desfecho é eletrizante, puro, doído – assim como as coisas aconteciam na época – mas que dá a sensação de leveza, amor e esperança.

14012160_1363276010389767_1669475406_n
O amor nos tempos do ouro é uma obra brilhante, redigida por Marina Carvalho, retratada na primeira metade do século XVIII, nos mostra a realidade em peso da sociedade da época, com todos os seus costumes e tradições. Um estudo de campo perfeitamente detalhado, exposto não somente através das descrições, mas também da linguagem.

Você quer história? Tem. Você quer romance? Tem. Você quer realidade? Tem.

“Não fala. Descansa. As coisas são como são. Muitas vezes buscamos o destino que recebemos.”

Obs1.: Eu, no começo, achei o livro um tédio, porque discorria o cenário todo, mas depois melhorou, e melhorou MUITO.

Obs2.: Não tenho costume de ler livro de época, muito menos com uma grande abordagem histórica, mas confie em mim: esse VALE A PENA.

Fonte: Globo Alt

Fonte: Globo Alt

Título: O amor nos tempos do ouro | Autora: Marina Carvalho | Editora: Globo Alt | Páginas: 328 | Ano: 2016

 

Kennia Santos

SP, 20. Completamente fissurada em leitura, futebol e Star Wars.

18 comentários sobre “Resenha | O amor nos tempos do ouro

  1. Naiara Fidelis da Silva disse:

    Confesso que a história não me chamou atenção, porém fiquei curiosa para ler devido a sua ótima resenha, falando tão bem do livro.

  2. Bruna Prata disse:

    Não estou acostumada aos livros de época. Pretendo mudar isso começando a ler a série dos bridgertons, até lá, estou fazendo uma lista. Infelizmente essa história não me chamou atenção, principalmente pelo fato histórico, talvez uma próxima.

    • Sawyer disse:
      Sawyer

      Eu também não estou acostumada a ler romance de época, muito menos históricos, mas esse me surpreendeu, se você der uma chance, quem sabe não te surpreenda também ;D

  3. Márcia Saltão disse:

    Oi.
    Tenho esse livro adicionado a minha lista de desejados! A capa está linda e a premissa é encantadora. E por ser de autoria nacional, estou mais curiosa ainda. Gosto muito de romances de época e quero muito ler esse. Ótima resenha, me deixou mais motivada a fazer a leitura! Beijos.

  4. Camila Rosa disse:

    Simplesmente amei a resenha, e estou louca para ler o livro, amo nacionais, já li um livro da Marina e me apaixonei pela escrita dela, espero poder ler O amor nos tempos do ouro assim que me for possível, e amei ver que a Cécile é uma mulher forte, gosto de protagonistas assim, e gente essa capa é muito linda.
    Beijos *-*

  5. Joicy B. disse:

    A algum tempo venho notando o potencial dos livros brasileiros, minha interação com nacionais começou com Dom Casmurro <3 <3, e depois não parou mais (mesmo que eu ainda não leia nacionais tanto quanto deveria =/). No começo eu tinha certo receio, era até difícil de se encontrar livros daqui (e estou falando de 6 anos atrás), mas felizmente tanto os leitores quantos as editoras abriram suas mentes, abrindo assim portas para descobertas como essas, descobertas de bons livros, e isso é ótimo!
    Eu gosto muito de história, todavia não estou habituada a leitura de época, o pensamento tacanho e machista que está presente em muitos livros desse gênero me faz evitá-los, contudo eu gostei de ver que a mocinha tem personalidade, garra e que não desiste dos seus ideais, gostei também do fato do mocinho evoluir para um alguém melhor, e adorei o fato do livro discorrer sobre a escravidão e sobre o racismo/preconceito, aquela citação me encantou.
    O livro parece realmente ser um achado. Aqui onde moro ainda é meio complicado de se encontrar a maioria dos livros, mas não deixarei de tentar =)!

  6. Jéssica Medeiros disse:

    Ultimamente eu to numa “vibe” muito de romances de época hahaha Adorei a resenha e sem dúvida entrou pra minha lista de prioridade <3 Posso dar uma dica?? Uma brasileira que também ta arrasando no romance de época é a Babi A. Sette, não sei se já foi feita aqui resenha de "A Promessa da Rosa", mas fica ai a dica de uma leitora haha

  7. suzana cariri disse:

    Oi!
    Quero muito ler esse livro, quando vi ele a capa logo me chamou atenção e gostei muito da historia mas tinha uma ideia diferente do que ia encontrar e lendo o post fiquei ainda mais interessada em ler esse livro, gostei muito desse casal, parece ser uma historia triste e que o casal ira passar por vários apertos !!

Deixe uma resposta