Resenha | Raio de sol

Ok, respira, respira…

Olá gente linda, tudo bem?

Hoje vou resenhar um livro maravilhoso, cujo não posso comentar muito agora, porque a resenha expressa o que eu senti. Então, aqui vai:

13936540_1356854027698632_1608242219_n

Kate Sedgwick tem 19 anos. Acabou de sair de San Diego para morar em Minnesota, onde conseguiu uma bolsa na Universidade Grant, e cursará Educação especial.

Mesmo vinda de uma família traumática e conturbante, Kate é sensacional. Só vê o lado bom das coisas. Tanto que, seu melhor amigo – e deus do Rock – Gus, a chama de Raio de Sol. Ilumina tudo e todos por onde passa ♥.

Uma semana antes de os dormitórios da Grant se disponibilizarem, ela pede à sua tia Maddie, de apenas 27 anos, para hospedá-la temporariamente nesse meio tempo. Maddie é fria, indiferente, insensível… Uma junção de tudo aquilo que forma o vazio, o vácuo.

Depois da “grande recepção” que teve com Maddie, ela finalmente se muda para Grant e, um pouco antes de as aulas começarem, ela já tem duas conquistas: conseguiu um emprego na floricultura das redondezas onde pode, possivelmente, ter começado uma amizade com a intimidante e impressionante Shelly, atendente do lugar e filha de Mary, a dona. Também encontrou um lugar para sustentar seu vício matutino de café PRETO. APENAS preto. O Grounds, uma cafeteria que tem no caminho.

13941145_1356878441029524_378915785_n

Logo no seu primeiro dia, conhece Clayton, que se torna um de seus melhores amigos; Pete, colega de quarto de Clayton que, a princípio, é bem tímido e fechado, mas depois se suaviza. E Sugar, sua própria colega de quarto que, pode ser resumida ao epítome da antipatia: fútil, indiferente, mal-humorada… Tem como ficar melhor? Mas Kate não liga pra isso.

“Tento evitar falar coisas negativas porque isso perpetua pensamentos negativos, e pior, ações negativas. É como um catalisador de infelicidade e uma queda espiral sempre vem em seguida.”

Tudo vai relativamente bem, sua vida parece retornar aos eixos após seu mundo quase desabar duas vezes no passado, até que ele aparece. Keller Banks. Ajudante de balcão do Grounds, se torna amigo de Kate e… algo mais.

“Ela é a coisa mais linda que já vi. O tipo de linda que faz você sorrir mesmo quando você não quer.”

“Fico sorrindo por vários quilômetros. Elogios não costumam me empolgar, mas às vezes, quando a pessoa certa oferece um, funcionam muito bem. Eu poderia viver só do que ele falou durante semanas.”

O problema? Ele tem um segredo. Ela tem vários.
Segredos, às vezes, mantem o que é puro, intacto.
Segredos, às vezes, são revelados visando algo de melhor perspectiva.
Segredos, às vezes, vem com aparência de destruição mas se torna uma base para construir algo lindo.
Segredos, às vezes, também destroem.
Te desviam do rumo e te tiram do caminho certo, indicando uma só saída e predestinando o que poderia ser algo mágico em algo irreconhecível.
Mas, às vezes, o irreconhecível calha a ser justamente o necessário. Você só não sabia disso.
O destino cria suas próprias linhas de sentido quando se trata da vida.

13957634_1356853924365309_840339716_n
Sabe, fiz essa resenha no exato momento que terminei o livro e, não consigo explicar o que eu sinto AQUI DENTRO. Sinto que, se eu não resenhasse naquela hora, não conseguiria dormir.

Mas também sinto que, poderia escrever milhares de palavras nesse texto, e nada iria demonstrar sequer metade do turbilhão de emoções que se acumulou dentro de mim.

E S P E T A C U L A R.
B R I L H A N T E.

O melhor livro do ano, até agora.

Kate se tornou a melhor personagem feminina de TODOS os livros que já li. E acho MUITO DIFÍCIL aparecer outra pra superar, porque, meu Deus, que garota MARAVILHOSA.

“Não faço estardalhaço com perdões. Algumas pessoas fazem. Como se o perdão fosse um gesto grandioso e nobre que anda de mãos dadas com a condescendência. Odeio isso. Bom ou ruim, perdoo com facilidade e mantenho as coisas simples, porque é assim que meu coração gosta.”

Não importa tudo aquilo que ela sofreu (acredite, ela já sofreu muito), ela SEMPRE está sorrindo. SEMPRE pensando nos outros em primeiro lugar. SEMPRE vendo o lado bom de tudo. SEMPRE.

“Hoje, minha vida é incrível.

Não quero pensar no amanhã.

Nem no dia seguinte.

Então, repito para mim mesma: Hoje, minha vida é incrível.”

E não é nada daquilo que a pessoa finge felicidade o dia inteiro e, chega na cama, à noite e desmorona no choro. Não. É natural. É genuínoEla brilha.

Quando vê a vulnerabilidade de alguém, ela ajuda a pessoa a trabalhar para melhorar nisso. E a pessoa melhora. Porque com Kate, tudo é tão simples.

Quando vê alguém sofrendo, independente se essa pessoal lhe causou algum mal, ou não, ela ajuda. Quando as coisas desmoronam na vida dela, ela NÃO RECLAMA. E quando eu digo desmoronar, não me refiro a terminar namoros ou brigas de amigas. São coisas  ANOS LUZ mais sérias, coisas que podem vir a destruir, AFUNDAR uma pessoa que não esteja preparada.

Mas ela? Apenas sorri, porque ela é Kate, e sua vida é maravilhosa.

“O sorriso que amo surge nos lábios dela. É aquele sorriso que se abre e puxa você. Chama você para o mundo dela. É meu lugar favorito.”

Uma das coisas que mais me impressionou? Kate não tem crença.

Eu, Kennia, particularmente, tenho. Sou cristã, desde sempre.

O que tem a ver? Kate, sem crença nenhuma, é uma cristã MIL VEZES MELHOR DO QUE EU.
Ela é singular, natural, altruísta, amorosa, hospitaleira… Meu, essa garota é TUDO.

“Sei que é estranho, mas gosto de pensar em Deus como meu amigo. Não sou religiosa; só falo com ele com frequência. Peço muitos favores. Às vezes, as coisas funcionam a meu favor, e às vezes, não. É a vida. A gente só precisa aproveitar ao máximo.”

Não é que o mocinho – Keller Banks – não seja maravilhoso também, porque ele é. Não só no quesito aparência – olhos azuis, sorriso perfeito, cabelos sedosos – mas sim na essência.

“Ouço amor na voz dela. Meu coração fica feliz quando as pessoas sentem esse tipo de amor. É raro. As pessoas não dedicam tempo a encontrar algo assim. Ou deixam escapar com facilidade ou não sabem o quanto é precioso o que têm.”

“Eu me encosto na cadeira e só olho para ela. Sabe quando você pensa que conhece alguém? Que por estar perto entendeu quem ela é? Que sabe que tipo de pessoa ela é lá no fundo? Dava para me derrubar com uma pena depois do que acabei de ouvir. A mulher sentada ao meu lado nesse avião é a pessoa mais incrível que já conheci.”

13989681_1356885527695482_1030157008_n

E há também o Gus – melhor amigo rockstar MARAVILHOSO – que tem uma amizade de anos com a Kate e, eu me arrepio só de lembrar, da intensidade de conexão desses dois.

“Ela é um exemplo de positividade. É toda Raio de sol.”

Mas a Kate rouba a cena. Domina.
Essa garota, é luz. Nem parece humana. Ela não vive, ela TRAZ VIDA.

“Eu amo o quanto você é apaixonada pelas coisas importantes da vida. Como o pôr do sol. E as pessoas.”

Ela transporta o leitor para o mundo dela e dá vários tapas na cara, sabe porque? Eu terminei esse livro me perguntando: do que eu reclamo mesmo? PORQUE RAIOS EU RECLAMO, MESMO?

Te deixa no chão e envergonhado. Mas a dor não é uma competição.

Então, Kate simplesmente te dá esperança, te coloca pra cima, aumenta sua fé, extrai o egoísmo, a cobiça e a futilidade. Tudo isso com a narração dela. De verdade, enfatizo novamente: KATE É LUZ, BRILHO.

Sobre a escrita da Kim, não tenho onde colocar defeitos. Ela não só cria a história, mas ela transmite a emoção da história através do seu detalhismo e intensidade. Quem me conhece, sabe: EU NÃO CHORO. Com esse livro? Eu desmoronei.

Quando chegou as últimas 150 páginas, eu não conseguia ler 5 páginas consecutivas sem chorar. É cru, é verdadeiro. É doído? Sim. Mas a dor valeu a pena. Sem dúvidas um dos melhores livros que já li na minha vida.

Se você quer se tornar um ser humano melhor, mas não quer ler livro de auto-ajuda, aqui temos a solução. LEIA, LEIA, LEIA!

“Sinta a dor, mas não se agarre a ela. A dor sufoca a vida.”

Bom, essa foi a resenha de hoje. Espero que gostem. Deixem a opinião de vocês nos comentários e até a próxima! ♥

13941047_1356882984362403_1761160728_n

Livro: Raio de sol | Autora: Kim Holden | Editora: Planeta de Livros Brasil | Páginas: 448 | Ano: 2016.

Kennia Santos

SP, 20. Completamente fissurada em leitura, futebol e Star Wars.

18 comentários sobre “Resenha | Raio de sol

  1. Aline Santos disse:

    Sawyer! Td bem?
    Sem palavras com a sua resenha!
    Que coisa mais linda esse livro…Nenhuma resenha me deixou com tanta vontade de ler um livro como essa…Parabéns!!!
    Ameeei cada detalhe do livro, enredo, personagens, capa…td!
    Eu preciso!!!!
    Bjs!!!

  2. Patricia Soares disse:

    Um simples comentário seu me fez comprar o livro. E sinceramente, foi a melhor coisa que fiz. Aprendi demais com Kate e meu desejo é que muitas pessoas possam ler Raio de Sol e aprender que vale a pena viver cada segundo desse presente que Deus nos deu, que é a VIDA.

  3. Patricia Dantas disse:

    Pelo amor de Deus que resenha é essa? 🙂 ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii eu já queria ler esse livro mais agora serio? Quero muitooooo, subiu na lista, topo; Parabens bela resenha 🙂

  4. Márcia Saltão disse:

    Olá!
    Sempre vejo ótimos comentários sobre esse livro. Mas lendo sua resenha, não tem como não ficar motivada para ler! Você transmitiu com muita emoção e sabedoria, tudo que sentiu na leitura e com uma sinceridade muito bonita. Parabéns! Percebe-se que esse livro transmite uma mensagem muito linda e reflexiva. Na lista de desejados, claro. Beijos.

  5. Naiara Fidelis da Silva disse:

    No começo este livro não tinha me chamado muita atenção, porém ultimamente estou vendo muitas resenhas positivas, o que me deixou bastante ansiosa para ler e descobrir o que eu acho.

  6. Camila Rosa disse:

    Hello,
    Amei a sua resenha, dá para perceber que gostou muito do livro, estou vendo vários elogios, e a curiosidade só aumenta, e que lindo a autora saber colocar sentimentos na sua escrita, já irie pegar o livro me preparando para lagrimas, e realmente nos reclamamos muito e sem motivo muitas vezes.
    Beijos *-*

  7. Jéssica Medeiros disse:

    O que dizer depois de uma resenha dessa?? Caramba, Sawyer, pelo que você ta falando, esse livro é mais que maravilhoso!! Fiquei louca pra ler também <3

  8. suzana cariri disse:

    Oi!
    No começo esse livro não me chamou atenção pois pensei que seria mais do mesmo, porém estou vendo vários comentários que de deixou muito, mas muito curiosa para poder ler esse livro, fiquei curiosa sobre esses segredos e parece ser o tipo de livro com uma grande carga emocional e a Kate parece ser o tipo de personagem que conquista o leitor naturalmente, com certeza irei ler esse livro !!

Deixe uma resposta para Patricia Soares Cancelar resposta