Filme | Precisamos falar das adaptações cinematográficas de PJO

Oi pessoal, tudo bem?

Poster "O Ladrão de Raios" - Fonte: Google Imagens.

Poster “O Ladrão de Raios” – Fonte: Google Imagens.

Como vocês já estão sabendo, terça-feira é dia de falar de cinema aqui no blog e essa semana eu decidi problematizar – adoro. Por que? Porque PRECISAMOS falar das adaptações cinematográficas da saga Percy Jackson e Os Olimpianos (pros íntimos, PJO). Percy Jackson e Os Olimpianos é uma saga literária composta por cinco livros de aventura e fantasia, escrita por Rick Riordan, que retrata a mitologia grega no século XXI. O personagem principal da série é Percy Jackson (dã), que descobre ser um meio-sangue – ou seja, um semideus – filho de Poseidon, deus do mar. Além dele, outros personagens que merecem destaque são Annabeth Chase, filha de Atena, Grover Underwood, um sátiro adolescente, Thalia Grace, filha de Zeus, e Luke Castellan, filho de Hermes. Essa é uma sinopse básica sobre a saga completa, é meio impossível falar sobre ela por completo, ficaria muito entediante e longo, é melhor você ler os livros.

Livros "Percy Jackson e Os Olimpianos" - Fonte: Google Imagens.

Livros “Percy Jackson e Os Olimpianos” – Fonte: Google Imagens.

PJO realmente fez muito sucesso, se tornou uma grande franquia. Riordan também escreveu mais uma saga relacionada a mitologia greco-romana, chamada “Os Heróis do Olimpo” que, além dos personagens já conhecidos, traziam novos heróis, isso sem contar os livros complementares como “Os Arquivos do Semideus”, “Percy Jackson e Os Olimpianos: Guia Definitivo”, “Semideuses e Monstros” e o “Percy Jackson e os Deuses Gregos”, como também temos as Graphic Novels de PJO –  sim, meus queridos, virou uma máquina de fazer dinheiro – e tudo isso, que é maravilhoso, tem uma pequena sujeira no meio: as adaptações cinematográficas de “O Ladrão de Raios” e “O Mar de Monstros”.

Graphic Novel "Percy Jackosn e O Ladrão de Raios" - Fonte: Google Imagens.

Graphic Novel “Percy Jackosn e O Ladrão de Raios” – Fonte: Google Imagens.

POR QUE FORAM ADAPTAÇÕES RUINS? 

Ok, eu entendo que quando a gente ta falando de adaptações de livros para o cinema, realmente vai ter alguns cortes de cenas e todos aquelas coisas. Sério gente, eu sei bem como funciona essa coisa, apesar de eu estudar jornalismo, eu amo cinema e estudo bastante sobre, então sei mais ou menos como essa indústria funciona. PJO não vai ser a primeira, nem a última, adaptação ruim que vai pro cinema, dos exemplos mais recentes podemos citar Instrumentos Mortais, que ainda assim não chegam aos pés de PJO.

"O Ladrão de Raios" - Fonte: Tumblr.

“O Ladrão de Raios” – Fonte: Tumblr.

FanArt by Viria - Fonte: Tumblr.

FanArt by Viria – Fonte: Tumblr.

"O Ladrão de Raios" - Fonte: Tumblr.

“O Ladrão de Raios” – Fonte: Tumblr.

No primeiro filme – “O Ladrão de Raios” – temos Percy descobrindo que é um semideus, conhecendo o Acampamento Meio-Sangue e, conhecendo seu lugar no mundo do Olimpo. Tudo lindo? Não no filme. Já começa que no filme, Percy tem 16/17 anos (?) e no livro, ele começa com 11 (pois é). No filme, ele já sabe direto que seu pai é Poseidon, no livro, isso demora pelo menos uns cinco capítulos. Vamos esquecer que a Annabeth é loira no livro e morena no filme, porque essa parte da caracterização sempre é deixada de lado (como vocês podem ver aqui) e isso é a última coisa que vai te incomodar no filme. Mas ok, passou.

"O Ladrão de Raios" - Fonte: Tumblr.

“O Ladrão de Raios” – Fonte: Tumblr.

Mas ai a gente vai para “O Mar de Monstros”, segundo livro da saga  e consequentemente segundo filme. Já temos um erro que: o primeiro filme NÃO DÁ UM GANCHO PARA O SEGUNDO. “Ai Fernanda, qual é o problema?” todos. Eu tenho tanta raiva do segundo filme que vou precisar listar:

"O Ladrão de Raios" - Fonte: Tumblr.

“O Ladrão de Raios” – Fonte: Tumblr.

  • É muito ruim assistir uma continuação se você não tem um gancho logo no primeiro filme, tecnicamente falando, pois você não sabe o que desencadeou aquele acontecimento. Ou seja, quem não leu os livros e só viu os filmes, fica uma coisa totalmente sem nexo;
  • De uma hora pra outra, a Annabeth fica magicamente loira e, ninguém fala nada; 
  • Apesar de ser necessário tirar certos trechos do livro, por conta do tempo do cinema, É ERRADO TIRAR CENAS FUNDAMENTAIS (olá, ilha de Circe);
  • Você não simplesmente faz personagens brotarem do nada, e ainda com um CGI horrível;
  • VOCÊ TAMBÉM NÃO DÁ UM GANCHO PARA UM TERCEIRO FILME, SENDO QUE VOCÊ SABE QUE NÃO VAI ACONTECER;
  • Nunca, em hipótese alguma, venda seus direitos autorais para a 20th Century Fox;
  • Até o poster do segundo filme é feio, pelo o amor de Zeus. 
Poster "O Mar de Monstros" - Fonte: Google Imagens.

Poster “O Mar de Monstros” – Fonte: Google Imagens.

MAS POR QUE FALAR DISSO AGORA?

"O Mar de Monstros" - Fonte: Tumblr.

“O Mar de Monstros” – Fonte: Tumblr.

Simples, estamos na Era Netflix. Grandes adaptações estão sendo feitas, principalmente se tornando séries, como Jessica Jones, Instrumentos Mortais, Demolidor, dentre outras adaptações de livros e HQ’s de outras emissoras e quem conhece PJO sabe que tem muito potencial para se tornar uma série de TV/Netflix, muito boa, mais ou menos no estilo de Doctor Who ou Once Upon A Time – com alguns efeitos trash, mas ainda sim, muito bom de se ver – mas pra isso, é preciso visibilidade. Então, quanto mais falarmos, mais chances teremos e que os Deuses nos ouçam, estes filmes serão esquecidos.

"O Mar de Monstros" - Fonte: Tumblr.

“O Mar de Monstros” – Fonte: Tumblr.

E aí, qual a opinião de vocês? Até a próxima terça, beijos <3

Fernanda França

Fernanda, 19 anos, libriana, praiana e futura jornalista. Apaixonada por escrita, cinema, leitura, playlists, um sorriso aí e fã de Taylor Swift.

17 comentários sobre “Filme | Precisamos falar das adaptações cinematográficas de PJO

  1. Aline Santos disse:

    Percy! ♥♥
    Aaaain esse post!! Coisa mais linda!
    Confesso que nunca li os livros, apenas vi os filmes…Mas ainda qro ler tdos pra ter mais esses “detalhes tirados pro filme”….
    Bjs!

  2. Camila Rosa disse:

    Oiee, tudo bom?
    Gostei muito do post, e realmente as adaptações de PJO ficaram horríveis, o segundo pior que o primeiro, confesso que conheci Percy através do filme ladrão de raios e eu curti, mas ia bastou ler o livro para ver que não era tão bom assim hahaha, seria maravilhoso se a Netflix produzisse um seriado, tenho certeza de que iriamos amar.
    Beijos *-*

    • Fernanda França disse:
      Fernanda França

      Oi Camila! Eu também conheci os livros através do primeiro filme e eu falo: assistir o primeiro filme isolado da ideia do livro, é muito bom, o filme é bem legal! Acontece que, se eles tivessem pegado só a essência da história e feito uma continuação no mesmo estilo poderia ter ficado ótimo, mas não foi isso que aconteceu e ficou algo totalmente sem nexo. Gostaria muito de um seriado, acho que iria explicar bem melhor a história do Percy.

  3. Naiara Fidelis da Silva disse:

    Na época eu assisti o filme primeiro para depois ler o livro e mesmo com as diferenças eu confesso que gostei. Agora o segundo filme eu não assisti ainda e nem li o livro, mas pretendo ler primeiro para assistir.

  4. Márcia Saltão disse:

    Olá.
    Adorei o post. Ainda não li os livros, mas quero muito! Os filmes, gostei muito do primeiro, mas também achei fraco o segundo, apesar de não ter como comparar com o livro, já que eu ainda não fiz a leitura. Seria muito interessante se virasse série, tem tudo para ser sucesso. Ótimos seus comentários. Beijos.

  5. Jéssica Medeiros disse:

    No lançamento, eu tinha adorado o primeiro filme até ir pesquisar sobre ele e ver uma enxurrada de reclamações… Decidi ler os livros pra ver como era diferença e não deu outra: fiquei super decepcionada!! Tiraram a essência dos personagens, da história e tudo… Agora to rezando dia e noite pra Netflix ter piedade dos fãs de PJO rsrsrs

  6. Maria Fernanda Pinheiro disse:

    Amei os pontos que citou, me identifico, odeio as adaptações de PJO, que quase me fizeram não ler os livros. Isso da personagem aparecer loira sem motivo foi o que mais me deixou desacreditada, cheguei até a dar risada para não chorar. Creio que sim, tem limites de ”lealdade” da transformação de um livro em filme, mas não precisa estragar todo o enredo, como você falou do processo dele descobrir quem é seu pai, no livro temos vários elementos que levam a conclusão, no filme é tipo ” Vou pro acampamento meio-sangue, legal ser filho de Poseidon” e fiquei fico tipo ”QUEE!! NÃO ESTRAGUEM TUDO”

  7. Bruna Prata disse:

    Eu li os livros de PJO recentemente, já tinha assistido os dois filmes, e, para uma leiga no assunto do mundo de semi deuses, os filmes foram algo do tipo: “Então, as pessoas fizeram essa confusão toda por isso?” até eu ler. MEU PAI ETERNO

    • Bruna Prata disse:

      O comentário enviou sem querer ksksks. Continuando… MEU PAI ETERNO, que grande cagaço foi feito na adaptação, sério, eu até tinha o objetivo de marcar no livro as coisas que foram mudadas no filme, desisti na página 70. Foi como se os produtores tivesse pego a essência da historia e feito da maneira deles. Uma completa decepção.

  8. suzana cariri disse:

    Oi!
    Gostei muito desse post, adoro a serie Percy Jackson foi um dos primeiros livros que li e lembro que depois de ler o livro quando assistir ao filme que já tinha visto antes foi como se ele tivesse virado outro e realmente não gostei, senti falta de muita coisas principalmente explicações, mas para mim O Mar de Monstros foi o pior, simplesmente odiei esse filme, pois adoro a Annabeth, acho ela uma personagem forte e determinada mas em o O Mar de Monstros ela estava apagada, simplesmente ela ia atras do Percy, mas ainda tenho esperança que se faça uma serie !!

  9. Joicy B. disse:

    Vou concordar com cada palavra do que você disse!!
    Eu gostei bastante dos livros, li todos eles alguns anos atrás (é, eu era meio “badeca” na época -acho que tinha entre 11 e 13-), então fiquei consideravelmente empolgada para as adaptações cinematográficas, contudo foi BEM decepcionante, só não foi mais porque eu já reservo uma parte para futuras frustrações com adaptações.
    O filme nem parece que derivou dos livros que li, nomes em comum, algumas cenas engraçadas, mitologia, e não vi muito mais do que isso nos filmes. No primeiro, na verdade, pois o segundo eu nem me dei ao trabalho de ver =/.
    Netflix anda fenomenal nas adaptações mesmo, façamos barulho \o/…Vai que né?!!

    • Fernanda França disse:
      Fernanda França

      Oi Joicy! Realmente é decepcionante quando vemos algo faltando nas adaptações, mas PJO foi demais. Não acompanho muito o que acontece na saga Instrumentos Mortais, mas vi muitos elogios a série original do Netfliz, queria Percy seguisse o mesmo caminho! Beijos <3

Deixe uma resposta