Filme | Tara Maldita (1956)

E aí pessoal, preparados para mais uma terça clássica?

O filme de hoje é “Tara Maldita” (The Bad Seed) de 1956, baseada no livro “Menina Má” de Willam March. O filme conta a história de Rhoda (Patty McComarck), uma criança de 8 anos que é egoísta e mentirosa e, apenas sua mãe Christine Penmark (Nancy Kelly), parece saber quem é realmente sua filha, enquanto a menina engana todos à sua volta.

Pôster Oficial – Fonte: jayricoreviews.com

O filme possui um roteiro bem morno e bem arrastado, de forma que, se você acabar cochilando enquanto assiste, não se perde na história. Claro, devemos levar em conta os aspectos que é um filme beeeem antigo e que naquela época, provavelmente, era mais difícil fazer adaptações de livros para o cinema ao passo que, hoje temos muito mais recursos visuais para trabalhar do que nos anos 50.  A construção de Rhoda é bem interessante e em certos momentos ela até chega a ser adorável. Os personagens secundários não ficam excluídos – apesar de não ganharem tanto destaque na trama -. Outra personagem bem construída é Christine, mãe de Rhoda, que apesar de parecer meio boba vai ganhando espaço durante o longa.

A Tara Maldita - Fonte: Google Imagens

A Tara Maldita – Fonte: Google Imagens

A Tara Maldita - Fonte: Google Imagens

A Tara Maldita – Fonte: Google Imagens

Apesar de ser classificado como terror, o filme não surpreende tanto, pelo contrário, entrega metade da trama nos primeiros 40 minutos, mas de novo, precisamos levar em conta sua época e todo seu contexto histórico em torno da trama. Porém, não podemos negar que A Tara Maldita foi o que deu origem aos filmes de terror onde uma criança (A Profecia, A Orfã) ou onde os objetos infantis (Chucky, Annabelle) são o símbolo da crueldade, tirando o espaço da tão conhecida inocência infantil.

A Tara Maldita - Fonte: Google Imagens

A Tara Maldita – Fonte: Google Imagens

A Tara Maldita - Fonte: Google Imagens

A Tara Maldita – Fonte: Google Imagens

Fonte: thestir.cafemom.com

Fonte: thestir.cafemom.com

Trailer da obra lançada em 1956:

O livro foi lançado originalmente em 1954, e foi um tremendo sucesso – considerado altamente assustador e perturbador -. Ganhou uma adaptação para a Broadway e dois anos depois o filme foi lançado. Agora, Menina Má de William March, será relançado em maio deste ano pela DarkSide® Books (será ótimo para quem quer saber como a mente de uma criança psicopata funciona), editora que tem como sua marca principal lançar ou relançar clássicos do terror e do crime, como já fez com Tubarão, Sexta-feira 13, Psicose, entre outros – Cinebook | Filmes para ler -. Apesar de não ter gostado tanto do filme, não tem como negar que no livro a trama deve ser bem mais trabalhada, e claro, mais assustadora. Estou ansiosa pelo lançamento <3

Menina Má - Fonte: DarkSide® Books

Menina Má – Fonte: Darkside Books

Menina Má - Fonte: Darkside Books

Menina Má – Fonte: Darkside Books

O que acharam do filme de hoje? Ah e fiquem tranquilos, apesar de ser de terror, da muito bem para assistir sozinha(o) hahahahaha, até a próxima terça!

Participe do TOP Comentarista de Abril clicando AQUI para concorrer a um Box com a Trilogia Legend!

Box Legend

Fernanda França

Fernanda, 19 anos, libriana, praiana e futura jornalista. Apaixonada por escrita, cinema, leitura, playlists, um sorriso aí e fã de Taylor Swift.

23 comentários sobre “Filme | Tara Maldita (1956)

  1. Vivian Rocha disse:

    Oi Fernanda!
    Para ser bemmmm sincera não assistiria ele não, nem leria o livro, achei a capa bem interessante e estruturada do livro, resta saber se ao vivo ele terá a mesma aparência em termos de qualidade.
    Bjs

  2. Mayla disse:

    Não sou o tipo de pessoa que assiste filmes de terror, mas gosto de livros nessa área, e quando vi esse título na DarkSide, primeiro olhei a capa, colorida e pensei “deve ser uma coisa bobinha”, depois que me atentei a história, fiquei tipo “Hm, pode entrar para minha lista de livros para ler” XD

  3. Simone almeida disse:

    Não sabia que o livro era baseado no filme.Amo filmes de terror e com certeza é um livro que eu quero ler.Gostei da resenha,o filme ser tão antigo e ser como ”origem” dos filmes que todos conhece,com crianças e bonecos.

  4. crisdesouza disse:

    Olá…
    O post ficou sensacional… E apesar do filme não me atrair muito, pois sou bastante medrosa (rsrs) essa capa de “Menina Má” da Darkside está sensacional… E também estou bastante ansiosa para lê-lo…
    Beijinhos

  5. Rissia Ribeiro disse:

    Graças a Deus eu posso assistir esse filme de boa porque sou uma medrosa de carteirinha, acho que como você disse nesse tempo não possuía recursos o suficiente para fazer um filme que ficasse decente mas para a produção da época foi bom. Eu creio que o livro deve ser bem melhor e quando for lançado acho que vou me arriscar a ler essa belezinha.

    • Fernanda França disse:
      Fernanda França

      Oi Rissia! Siim, sou bem medrosa também, mas é o que você disse, esses recursos não nos surpreendem tanto uma vez que os nossos são bem melhores, ao contrário do livro que na nossa mente é atemporal. Beijos <3

  6. Pingback: Runescape Gold

Deixe uma resposta