SÉRIES | Fuller House

Olá, hoje estou aqui no meu segundo post, dando sequência não proposital na grade de séries originais Netflix,  apresento-lhes Fuller House.

Fonte: Netflix

Fonte: Netflix

Fonte: www.facebook.com/FullerHouseNetflix

Fonte: www.facebook.com/FullerHouseNetflix

Pra quem acompanhava a série nos anos 80/90, a volta do elenco foi uma grande surpresa. Quase todos os personagens clássicos voltaram para grande estréia, deixando os fãs eufóricos desde o primeiro momento.

Nos primeiros minutos você já sente nostalgia. O primeiro episódio apresenta duas aberturas, a primeira (e clássica), com a musica “Everywhere You Look” de Jesse Frederick mostrando cenas da série com passagens da primeira até a oitava temporada. E a segunda, carregando a mesma musica porém interpretada por Carly Rae Jepsen (Call Me Maybe) .

Para quem não acompanhou a série clássica, ela retratou de forma humorada como um pai solteiro criou suas três filhas: D.J, Stephanie e Michelle, em 1987. A história era cheia de ensinamentos e, mostrou que é possível um pai viúvo criar suas filhas de forma amorosa e honrosa.

FULL HOUSE (ABC-TV, 1987-95) Fonte: Google Imagens

FULL HOUSE (ABC-TV, 1987-95) Fonte: Google Imagens

Full house (1987-1995)

Fonte: g1.globo.com

Fonte: g1.globo.com

A história era gostosa e com o tempo foi ganhando a própria identidade, é recheada de bordões e personagens que até hoje são lembrados. A série fazia sucesso, mas com o tempo a ABC não conseguiu pagar todo os atores, e em 1995 a série teve seu fim sem nem ao menos apresentar um último episódio.

Quando um programa fica tanto tempo no ar, você consegue perceber o quanto os personagens amadurecem, muita gente cresceu junto com a Michelle, viu a D.J ter o primeiro namorado, acompanhou Danny Tenner no seu primeiro encontro depois do falecimento de sua esposa, se apaixonou pelo tio Jesse e mais ainda por sua esposa Becky. Viu os gêmeos Nicky e Alex nascerem. Tudo isso ocorreu naquela casa que, no início, eram apenas Danny e suas três filhas.

FULLer HOUSE (2016)

Fonte: Netflix

Fonte: Netflix

Como a série original, a história continua sendo em São Francisco, naquela mesma casa, porém com o foco em D.J Tenner (Candace Cameron Bure), agora veterinária e mãe de três filhos ela volta para casa após seu marido Tommy, falecer. Como toda Mãe solteira, ela passa por uma crise, não sabendo como criará três garotos: Jackson (Michael Campion) de 13 anos, Max (Elias Harger) de 8 anos e o bebê Tommy (Dashiell & Fox Messitt). Mas como seu pai, ela contará com a ajuda de sua irmã do meio, Stephanie (Jodie Sweetin), que agora é D.J e cantora em Londres e sua melhor amiga Kimmy (Andrea Barber).

Fonte: Netflix

Para os que estão se perguntando: “Cadê a Michelle?”, a resposta é triste, nenhuma das Gêmeas Olsen aceitaram o convite para reviver o papel da pequena Tenner, mas a caçula da família é mencionada sempre que possível (o que torna a trama ainda mais engraçada) como quando Stephanie pergunta onde está sua irmã menor e seu pai responde que ela está ocupada com a grande indústria da moda, mas que mandou um beijo.

Fonte: Google Imagens.

Fonte: Google Imagens.

*Mary-Kate e Ashley Olsen, são donas e estilistas da empresa The Row*

Mas, na nova geração, o destaque fica por conta do pequeno Max, que consegue ser uma mistura de Michelle e Danny Tenner, com grande mania de limpeza e criador de bordões como “Holy chalupas!” (santo pirulitinho na versão legendada). Assim como D.J e Stephanie precisam dividir o mesmo quarto, Jackson e Max revivem esse momento, deixando claro que eles são os novos Tenner.

Na casa, além de D.J e seus filhos, sua irmã – Stephanie – abandona a vida de D.J para viver junto com eles e dar uma ajuda, seguida de Kimmy e sua filha Ramona. Deixando assim, a casa dos Tenners cheia novamente.

Fonte: Google imagens

Fonte: Google imagens

Para os que estão se perguntando: “Vale a pena assistir?”, eu digo que sim.

A nova temporada possui uma identidade própria, não é apenas uma continuação do sucesso que foi nos anos 90, a trama de 2016 critica o excesso de tecnologia nas crianças, o quanto elas deixaram de brincar e viver (coisa que Joey acaba mostrando para Jackson, Max e Ramona), e mostra o Lado adulto de D.J e Stephanie.

A série tem: comédia, drama, romance, nostalgia, um elenco infantil cativante, tio Jesse cantando “Forever”, o elenco dançando New kids on the block, Jesse e Becky se mudando para Los Angeles e Danny também. Joey em Las Vegas, Cometa (o antigo cachorro da família) agora Cometa Junior Junior tendo filhotinhos. Os gêmeos Nicky e Alex na faculdade, o ex marido bonitão da Kimmy, Stephanie cantando … e muito mais.

Curiosidades:
– O nome da série dos anos 90, é: Full House (algo como casa cheia na tradução) e a de 2016: Fuller House (casa ainda mais cheia, na tradução literal);
– A atriz Elizabeth Olsen (irmã mais nova das gêmeas, foi cotada para viver Michelle Tenner), porém a atriz não se pronunciou.

Espero que tenham gostado do post de hoje. Até semana que vem!! “Holy chalupas!”

Participe do TOP Comentarista de Março. Clique AQUI para ler as regras.

TopComentaristaMarço

Nina

Nina, 21 anos, Futura Engenheira Civil. Fã da cultura POP, colecionadora de quadrinhos, ama animação mais que tudo e acha que signos servem apenas para mostrar qual seu cavaleiro do zodíaco.

17 comentários sobre “SÉRIES | Fuller House

  1. crisdesouza disse:

    Olá… Como é gostoso poder ver a continuação de uma das melhores séries que eu já assisti… Série que não precisava de apelação para ser legal ou engraçada… E ver a continuação dela com os mesmos integrantes é sensacional!!!
    Beijinhos…

  2. Dan Igor disse:

    Ownt, que nostalgia de Três é Demais. Sempre via na hora do almoço, acho que resgatar a história antiga com uma nova cara e novos aspectos é genial…tenho muitas séries que adorava e gostaria que voltassem, espero que meus desejos se realizem. Amei a recomendação! Abraços 🙂

  3. Paola Maisi disse:

    COMO ASSIM A SÉRIE VOLTOU? COMO ASSIM EU NÃO SABIA?
    GENTEEEEEEE, eu a-m-a-v-a essa série, via direto no sbt haha não sabia q voltou, muito menos com os mesmo atores. Fiquei triste por saber que nenhuma das gêmeas quiseram voltar 🙁 Essa atriz que interpreta Ramona me lembra a que faz Bella(Emilie) em once upon a time.
    Não só gostei como amei o post haha. <3

  4. suzana cariri disse:

    Oi!
    Assistia a serie e quando soube que iria voltar fiquei bem empolgada para assistir e lendo a resenha parece que a volta agradou mesmo ainda mais conseguindo a maioria do elenco e com certeza vou assistir !!

  5. camila rosa disse:

    Oiiee, tudo bom?
    Eu ainda não conhecia o seriado, parece ser super divertido, gostei muito da sua resenha e achei muito legal terem voltado com ele, tentarei assistir.
    Beijos *-*

  6. Cris Setúbal disse:

    Gente, que nostalgia boa <3
    Ainda não assistir a nenhum episódio dessa nova temporada, e é uma pena que as irmãs Olsen não aceitaram o papel de volta, com certeza devem fazer falta. Adorei o post, me fez relembrar vários momentos *-*

  7. Karolyne K. disse:

    Uma das minhas séries favoritas!!!!
    Já assisti essa nova temporada e está incrível. As citações das olsen são hilárias kkkkkkkkkkkkk Espero que na segunda temporada elas apareçam em pelo menos um episódio.

Deixe uma resposta