Resenha | Caixa de Pássaros – Josh Malerman

Seu maior monstro é o seu próprio medo. Sua única defesa, é sua audição.
Você não pode mais olhar, só pode escutar. Um ruído pode significar a sua morte.
O que fazer agora?
.

É assim que os personagens de Caixa de Pássaros vivem, com medo do que não podem ver.

Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar você, leitor, completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler. Skoob.

O Autor

Fonte: Google Imagens.

Fonte: Google Imagens.

JOSH MALERMAN é cantor e compositor da banda de rock High Strung. Filho do meio, Malerman gosta de escrever ao som detrilhas sonoras de filmes de terror, como Grito de horror e Creepshow – Arrepio de medo. Ele mora em Ferndale, Michigan, com a noiva. Caixa de pássaros é seu romance de estreia. Intrínseca.

.

.

.

.

CaixadePássaros.BlogARafaelaGodoy

Existe alguma coisa do lado de fora, algo que não pode ser visto. Com apenas uma olhada a pessoa é levada à autodestruição, haraquiri.

Tudo começa com alguns boatos sensacionalistas na internet, o chamado ‘Relatório Russo’. Um homem que mata várias pessoas e depois se suicida de forma brutal. As notícias vão se espalhando e passam a acontecer em diversos lugares. Com o passar do tempo entende-se que o que levou as pessoas ao suicídio, foi algo que elas viram. Ao ver essa ‘coisa’, o indivíduo perde sua sanidade e faz coisas brutais em outras pessoas e se mata em seguida.

“Como o caso de uma senhora que enterrou duas crianças vivas e depois se cortou com pedaços de vidro de uma louça quebrada.”

Algumas especulações levam as pessoas a acreditarem que a causa desse surto sejam criaturas, fantasmas, demônios e até mesmo extraterrestres. Tudo o que sabemos é que, quando alguém olha para ‘isso’, é levado à autodestruição.

CaixadePássaros.BlogARafaelaGodoy1

“Seja o que for, as nossas mentes não conseguem entender. Pelo que parece, as criaturas são como o infinito, algo complexo demais para nossas cabeças.”

No livro conheceremos a Malorie, personagem principal, em dois momentos de sua vida, os capítulos vão se alternando entre passado e presente. No presente, a realidade já está caótica. Malorie tem dois filhos de 4 anos que foram treinados a ouvir, ouvir com muita cautela e atenção, ouvir um sorriso, uma respiração. Eles estão em um barco, os três vendados, remando a caminho de um lugar que ela desconhece.

Fonte: Google Imagens.

Fonte: Google Imagens.

No passado, ela está com sua irmã Shannon quando a população começa a receber os primeiros alertas de que algo estranho está acontecendo. E quando ela descobre que está grávida. Ela foi uma das últimas pessoas a dar bola para esses ‘casos estranhos’.

Malorie vai se juntar a um grupo de sobreviventes, que moram juntos em uma casa que ainda tem energia e o telefone ainda funciona. Toda vez que alguém precisa sair da casa, para buscar água no poço ou comida, é necessário colocar uma venda nos olhos. As janelas da casa estão sempre fechadas e forradas com cobertores, as portas trancadas.

É muito evidente a mudança da Malorie, no passado ela era muito desencanada com os tais acontecimentos, não dava bola e até ria com os posts que ela lia nos blog sensacionalistas. No presente ela é uma das pessoas mais crentes em tudo o que está acontecendo no mundo afora. Ela treina as crianças de uma forma sensacional, até meio bruta às vezes, mas sempre pensando no bem delas. É genial. Ela se torna uma mulher tão forte, tão responsável. É de chorar (Sim, eu chorei, não me contive).

Fonte: Google Imagens.

Fonte: Google Imagens.

É uma estória aterrorizante, um thriller psicológico que mexeu com a minha imaginação. Ao final da leitura eu estava cheia de dúvidas, tenho certeza de que cada pessoa terá um pensamento diferente da outra, é muito envolvente. Resolvi ler este livro para participar de um debate com um grupo de amigos no whats app, os ‘Leitores Compulsivos‘ (quer fazer parte deste grupo? Clique aqui e saiba como participar!). Eu amei participar desta experiência. Poder desabafar sobre os acontecimentos, ver diversas opiniões, críticas, elogios, enfim. Amei a escrita e criatividade deste autor.

O livro é composto por 272 páginas que formam 43 capítulos eletrizantes. Li pelo meu e-reader, ainda não tenho o físico mas sei o quanto a edição é maravilhosa.

Fonte: Google Imagens.

Fonte: Google Imagens.

Espero que vocês tenham gostado. Deixem a opinião de vocês nos comentários.

Um beijo enorme 

TopComentaristaNovembro_blogarafaelagodoy

Clique AQUI para participar!

Acompanhe o blog nas Redes Sociais: FacebookTwitterInstagramGoogle +

Rafaela Godoy

Blogueira por paixão ♥ Paulistana, 27 anos, estudante de produção de Websites. Esposa do Samuel. Apaixonada pelos animais de estimação, por livros, séries e filmes.

12 comentários sobre “Resenha | Caixa de Pássaros – Josh Malerman

  1. lary lima disse:

    Nossa to chocada em quanto lia já imaginava os fatos acontecendo MDS que louco e o titulo então chama completamente a atenção parece um livro bem sombrio e parece prender a atenção do leitor de tão medonho eu ainda nem li e já quero saber o que ta acontecendo se oque há de tão terrível pra as pessoas se isolarem desse jeito a ponto de sair somente com uma venda nos olhos e essa mulher que deixa os filhos ppraticamente ninjas de sons. Adorei muito a resenha e jjá quero

  2. Aline Rodrigues Teixeira disse:

    Oi Rafa. Nossa, esse livro parece assustador… Infelizmente, eu nunca leio nada desse gênero pois não é um dos meus favoritos. Na verdade, refugo qualquer livro nessa perspectiva. Apesar disso, gostei da ideia do autor e até cogitei finalmente me dispor e tentar ler esse livro, parece ser uma daquelas historias que te deixam sem dormir, refletindo sobre qual será os próximos acontecimentos. Gosto disso! Esse autor tem outros livros? Nunca tinha ouvido falar dele antes desse…

    • Rafaela Godoy disse:
      Rafaela Godoy

      Oi Aline, esse é o primeiro livro do autor. Também não é meu gênero preferido mas resolvi quebrar algumas barreiras e ler de uma vez. Mas confesso que só li para participar de um debate que eu mencionei no fim da resenha.
      Caso você decida ler, me diz se você gostou e o que sentiu.
      Beijos.

    • Rafaela Godoy disse:
      Rafaela Godoy

      Denise, não se sinta mau, também fiquei com muitas perguntas não respondidas, rs. Mas acho que foi esse o objetivo do autor.
      Seria super legal se ele lançasse um segundo livro, tipo: “Caixa de Pássaros – Revelações”, rs. ♥
      Beijos.

  3. Letícia Souza disse:

    Oie
    Meu amigo está me cobrando essa leitura faz tempo mas eu nunca consigo encaixar ela entre meus livros,e preciso fazer logo isso se não daqui a pouco vou saber o livro todo só dos spoilers que ele me lança.E esse livro deve ser de arrepiar,imagina não poder abrir os olhos,eu sou a pessoa mais curiosa do mundo e já teria morrido ou qualquer coisa do tipo.Espero adorar o livro e me identificar com as atitudes dos personagens.

Deixe uma resposta