TOP 5 | Séries com Mulheres Fortes

Oi leitores, o TOP 5 de hoje é super TOP  😆 (Para quem é viciado em séries como eu, claro).

Preciso confessar que sou viciada em Netflix. Você sabe o que é o Netflix? Eu explico.

A Netflix é uma empresa americana criada em 1997, na Califórnia, que oferece serviço de TV por assinatura a mais de 50 milhões de assinantes distribuídos por mais de 40 países, que assistem mensalmente, a mais de um bilhão de horas de filmes, séries de TV e produções originais, em troca de uma mensalidade acessível (menos de R$30,00 reais – por enquanto). O assinante pode assistir, pausar e voltar a assistir a filmes e séries, quando e onde quiser, em praticamente qualquer tela com conexão à internet (TV, celular, computador…), sem intervalos comerciais. É importante salientar que, todos os títulos na Netflix podem expirar, sendo removidos do catálogo sem aviso prévio (para mim, esse é o único ponto negativo desta empresa). Para saber mais, clique aqui.

Mas vamos ao que realmente interessa, hoje eu vou apresentar 5 Séries com Mulheres Fortes que eu AMO e indico para todo mundo que é viciado ou não em séries.

 OITNB_ARafaelaGodoy1

Fonte: Google Imagens.

1. Orange is The New Black. Comédia dramática, crime, humor negro. Falar de mulheres fortes e não mencionar essa série é impossível. Mulher é o que não falta. Cada uma com sua historia, suas dores, seus motivos por irem parar no presídio – local onde a série se passa. Sou apaixonada por cada personagem, impossível escolher uma ou duas preferidas, cada uma vai ganhando um espaço em seu coração. Tem momentos que você ama uma personagem e em outro a odeia e depois ama de novo e por aí vai.

OITNB2_blogarafaelagodoy

Fonte: Google Imagens.

Orange Is the New Black (frequentemente abreviada para OITNB). É uma série dos EUA criada por Jenji Kohan e lançada na Netflix em 11 de Julho de 2013. A série é baseada no livro de Piper Kerman, Orange Is the New Black: My Year in a Women’s Prison, que aborda sua experiência na prisão.

A série se desenvolve ao redor da história de Piper Chapman (Taylor Schilling), que mora em Nova York e é condenada a cumprir 15 meses numa prisão feminina federal por ter participado do transporte de uma mala de dinheiro proveniente do tráfico de drogas a pedido da sua ex-namorada, Alex Vause (Laura Prepon), que é peça importante num cartel internacional de drogas. O delito ocorreu dez anos antes do início da série e, no decorrer desse período, Piper seguiu sua vida tranquila entre a classe média-alta de New York, ficando noiva de Larry Bloom (Jason Biggs). Quando presa, Piper reencontra Alex, elas reanalisam seu relacionamento e lidam com suas companheiras de prisão.

Fonte: Google Imagens.

Fonte: Google Imagens.

2. Sex And The City. Comédia. Com certeza é a série que levarei para sempre em meu coração. Uma das mais apaixonantes que eu já assisti. Aqui você vai conhecer 4 mulheres fortes, estilosas, engraçadas e lindas. Carrie Bradshaw (Sarah Jessica Parker), Charlotte York (Kristin Davis), Miranda Hobbes (Cynthia Nixon) e Samantha Jones (Kim Cattrall).

Fonte: Google Imagens.

Fonte: Google Imagens.

Sex and the City (O Sexo e a Cidade), foi baseada num livro com o mesmo nome de Candace Bushnell, Scott B. Smith e Michael Crichton. Foi originalmente transmitida nos Estados Unidos de 6 de junho 1998 a 22 de fevereiro de 2004.

Carrie Bradshaw trabalha como colunista de um jornal onde relata histórias sobre relações interpessoais e sexuais sem esperança. Carrie vive em Manhattan, Nova Iorque. Conta sempre com as suas três amigas: Samantha Jones, a típica loura fatal que trabalha como relações-públicas e está sempre atrás de um bom partido sem compromissos; Charlotte York, que trabalha numa galeria de artes, e é a romântica e sensível que busca sempre longos relacionamentos, embora nunca consiga ter um; e Miranda Hobbes, advogada, racional, e a mais prática de suas amigas, sempre sabendo o que quer da vida (ou quase isso).

Fonte: Google Imagens.

Fonte: Google Imagens.

3. How to Get Away with Murder. Drama, mistério. Prepare-se para conhecer Annalise Keating e ficar pregado em frente à TV até terminar de assistir todos os episódios.

Às vezes estilizado como HTGAWM – convenhamos, não é um nome fácil de decorar – até você se viciar na série, claro! Traduzindo: Como Defender Um Assassino, é uma série dos EUA transmitida desde 25 de Setembro de 2014 (bem fresquinha). A série foi criada por Peter Nowalk e tem como produtora executiva Shonda Rhimes, criadora de Grey’s Anatomy (veja a resenha que eu fiz da série aqui) também ♥.

Fonte: Google Imagens.

Fonte: Google Imagens.

A série segue a vida pessoal e profissional de Annalise Keating, uma professora de Direito Penal da fictícia Universidade de Middleton, na Filadélfia, uma das mais prestigiadas Escolas de Advocacia na América. Advogada de defesa, Annalise seleciona um grupo dos seus melhores alunos em sua turma da universidade para trabalhar em seu escritório. São eles: Connor Walsh, Michaela Pratt, Asher Millstone, Laurel Castillo e Wes Gibbins.

Em sua vida pessoal, Annalise vive com seu marido Sam Keating, um renomado psicólogo, mas também vive um relacionamento às escondidas com Nate Lahey, um detetive local. Quando sua vida pessoal e profissional começar a entrar em colapso, Annalise e seus alunos se verão envolvidos, involuntariamente, em uma trama de assassinato.

Fonte: Google Imagens.

4. Dexter. Drama Criminal, mistério, suspense, Thriller psicológico. Tenho certeza de que vocês estão se perguntando: “Ué Rafaela, você não está falando sobre TOP 5 séries com mulheres fortes?” Estou! Para quem gosta de Thriller Psicológico eu, com certeza, indico Dexter.

Dexter é uma série americana de drama/suspense centrada em Dexter Morgan (Michael C. Hall), um assassino em série com diferentes padrões que trabalha como analista forense especialista em padrões de dispersão de sangue no departamento de polícia do Condado de Miami. É considerada umas das melhores séries de psicopatas atuais.

“Ok Rafaela. Mas e as mulheres?” Vamos lá.

Debra_Dexter_blogarafaelagodoy

Fonte: Google Imagens.

Debra Morgan (Jennifer Carpenter) — Irmã mais nova de Dexter e filha biológica de Harry Morgan. Acredita conhecer seu pai, apesar de ignorar por completo os segredos que ele manteve, em particular aqueles relacionados a seu irmão. Inspirada pela carreira lendária de seu pai na polícia, ela decide entrar para a corporação, onde tenta desesperadamente tornar-se detetive da Divisão de Homicídios.

Rita Bennet Morgan (Julie Benz) — Mãe divorciada de dois filhos, recuperando-se dos abusos sofridos nas mãos de seu ex-marido, Paul. Arrisca um relacionamento com Dexter, Com o qual a cada temporada se aproxima mais do Dexter.

Maria LaGuerta (Lauren Vélez) — A durona e determinada tenente no comando da Divisão de Homicídios, com uma antipatia direcionada particularmente a Debra.

Estas são só algumas tá? Na série você vai encontrar diversas mulheres, fortes, determinadas, com uma história incrível pra contar.

Fonte: Google Imagens.

Fonte: Google Imagens.

5. House Of Cards. Drama Político. Para fechar com chave de ouro. Não é o meu gênero preferido mas eu me viciei nesta série. É sensacional, envolvente, dramática, enfim, só assistindo para me entender.

House of Cards é uma série americana de drama político criada por Beau Willimon para a Netflix. Tem como protagonista Kevin Spacey, como Francis Underwood, um ambicioso político que almeja um alto cargo público em Washington, D.C.

Adaptação do romance homônimo escrito por Michael Dobbs – essa eu só descobri quando escrevi esse post, agora eu tenho que ler este livro, claro.

Fonte: Google Imagens.

Sobre as mulheres, fortes até demais, da série – minhas preferidas: Robin Wright como Claire Underwood, a esposa de Francis. Ela é diretora de uma organização de caridade e contrata Cole para ajudar no lado internacional. Kate Mara como Zoe Barnes, uma repórter do jornal The Washington Herald que, desesperada por uma grande história, faz um acordo com Underwood para informações sobre o executivo e legislativo.

Sobre a Claire na primeira temporada, a esposa de Frank, dirige uma ONG, denominada Clean Water Initiative (Iniciativa para Água Limpa), mas as suas intenções não são explícitas. Ela aparenta usar a organização para cultivar o seu próprio poder e influência, mas o seu objetivo final permanece desconhecido. No primeiro episódio, ela considera que a sua organização bem-sucedida tem um impacto muito limitado. Ávida pela notoriedade internacional, ela decide mudar o foco da sua organização para o apoio na criação de poços no estrangeiro. Esta opção é recebida com grande desconfiança pela funcionária responsável pelo escritório. Em seguida, Claire pede-lhe para demitir metade dos funcionários da organização e, no final do dia, informa-a que ela também está despedida. É óbvio, desde o início da série, que Claire partilha tanto o pragmatismo implacável como o desejo de poder, com o marido.

Fonte: Google Imagens.

Fonte: Google Imagens.

Gostaram? Espero que sim. Foi difícil escolher apenas 5 séries mas acredito que selecionei uma melhor do que a outra.

Você gosta de alguma série que tenha mulheres fortes que eu não mencionei neste post? Escreve aqui nos comentários.

Beijinhos 

TopComentaristaNovembro_blogarafaelagodoy

Clique AQUI para participar!

Acompanhe o blog nas Redes Sociais: FacebookTwitterInstagramGoogle +

Rafaela Godoy

Blogueira por paixão ♥ Paulistana, 27 anos, estudante de produção de Websites. Esposa do Samuel. Apaixonada pelos animais de estimação, por livros, séries e filmes.

23 comentários sobre “TOP 5 | Séries com Mulheres Fortes

  1. lary lima disse:

    Nossa quantas séries a única que vi desse top 5 foi sexy and city amo muito mas fiquei muito curiosa com essas outras como “OITNB” comédia dramática adoroooooo e tbm How to get away with assacinato traição hahaha quero muito ver

  2. Érica Carla disse:

    Da lista só assistir Sex and the City. Estou louca pra assistir OITNB e me interessei por HTGAWM, a primeira vez que ouvir sobre essa série foi quando assitir o Emmy Awards quando a atriz protagonista da série Viola Davis se tornou a primeira mulher de cor a ganhar um Emmy de melhor atriz em drama.Em seu discurso de aceitação emocional, Davis fez uma declaraçao poderosa sobre as oportunidades para as mulheres negras em Hollywood. Eu com certeza vou começar a assistir essa série.

  3. kethellen Valentim disse:

    OI Rafa ! Tb ? Gosto de varias serias sou viciadaaa mais nunca assisti nenhuma dessas fiquei super enteressada em Orange Is the New Black ,quero muito saber a história de Piper ,adorei o resumo ,tema dificil porque existem tantas series e eu acompanho varias se pudesse passaria o dia lendo e assistindo series
    Beijao! TCHAU!

  4. Daniele de Amorin Venturini disse:

    Buáááá,não tenho tempo de assistir mais nenhuma série :/ Dos citados,só assisti filme “Sex and The City”, que creio que seja derivado da série…Já Orange Is The New Black,me parece ser ótimo,justo pela abordagem diferente…imagino que seja super divertidas e malucas essas mulheres…Mais uma vez,só me resta lamentar não ter tempo de assistir,mais fica como dica futura!

    PS: Eu tenho uma amiga que é mega viciada em Netflix também, assiste até no serviço as séries kkk

    Bjs

  5. Denise Souza disse:

    Da lista a única que assisti foi Dexter, e obviamente concordei com a escolha, Debra é a mulher mais forte dessa série e não superei o final dela até hoje!
    E eu adicionaria Sense8 na lista, afinal, SUN É A RAINHA DA PORRA TODA HAHAHA (Desculpa, me empolgo falando dela)

    • Rafaela Godoy disse:
      Rafaela Godoy

      Caramba Denise, muito bem lembrado. Já assisti Sense 8 e concordo plenamente com você! Você me lembrou que eu preciso assistir a primeira temporada de novo, enquanto a segunda não sai. Sun é a mina, rs.
      Poxa, eu também não me conformei com o final que foi dado a Debra, tadinha, eu teria escrito diferente, com certeza :/

      Super beijo.

  6. Aline Rodrigues Teixeira disse:

    Só vejo o povo falar dessa Netflix, é bom ter um pouco de informações a respeito aqui. Gostei bastante, e estou pensando seriamente em assinar também… Quanto à s séries citadas… Poxa, não acompanho a maioria dessas séries… Assisti alguns capítulos de Sexy and the City há muito tempo, e até gostei. Infelizmente, fiquei só nesses capítulos mesmo. Vejo muitas críticas positivas quanto à Orange is the new black, apesar disso ainda não comecei a assistir a série. Acompanho mais séries Sobrenaturais: The Vampire Diaries, Supernatural, The Originals, Teen Wolf… Mas enfim, gostei muito da ideia do seu post. Parabéns!!!

  7. Letícia Souza disse:

    Oie
    Eu conheço todas essas séries mas não assisti nenhuma,só uns episódios aqui de a ali de Dexter mas nem sei quem é quem.Mas é bom ver quantas séries apresentam mulher fortes e poderosas.Sex and the City eu vi apenas o filme mas adorei as protagonistas,são super engraçadas e divertidas mesmo.Uma personagem que eu acho super forte e incrível é a Sarah Walker de Chuck,amo aquela série.

Deixe uma resposta